Google admite que adquiriu Motorola também por causa de seus produtos PDF Imprimir E-mail
Escrito por IDG Now!   
Ter, 06 de Setembro de 2011 22:43

“Nós a compramos não só por causa das patentes", afirmou o CEO da gigante. "A Motorola, de fato, tem dispositivos excelentes”.

A compra da Motorola Mobility pela Google, no fim das contas, não foi só por causa das patentes. A gigante, como especulado anteriormente, está interessada no mercado de hardware, e deverá investir pesado no setor.

Como já se sabe, a Samsung tem se mobilizado para o caso de alguma eventualidade, e seu temor não parece precipitado. Crê ser possível que a companhia de Mountain View passe a priorizar os Androids da casa, em vez de tratar todas as parceiras com isonomia, o que prejudicaria os dispositivos que possui da plataforma.

“Nós a compramos não só por causa das patentes”, admitiu Eric Schmidt, CEO da empresa, na última quinta-feira (01/09). “A Motorola, de fato, tem produtos excelentes”, completou.

É verdade que o portfólio de patentes da fabricante é valioso – mais de 24.500 registros. Mas não faz sentido despender 12,5 bilhões de dólares só para isso. Seu catálogo de dispositivos também será bem aproveitado pela companhia de Mountain View.

É lógico que a Google não jogará fora tudo o que a Motorola já produziu, pelo contrário: fará bom uso de cada linha de aparelhos já lançada. Está de olho no sucesso que a Apple obtém graças à sua abordagem de entregar no mesmo pacote hardware e software. Assim consegue controlar cada aspecto do produto que comercializa.

Veja o caso do Android. Apesar do sucesso, sua fragmentação – diversas versões do mesmo SO para diversos dispositivos – é um pesadelo para os desenvolvedores. Por vezes, um aplicativo que funciona bem em um smartphone, não roda tão bem em outro. Quem sai insatisfeito, no final, é o usuário, que não tem nada a ver com isso.

Agora, tendo a Motorola como um de seus braços, a Google poderá produzir aparelhos dentro da sua própria casa – smartphones, tablets – e garantir a perfeita sincronia entre o hardware e a plataforma. Faz sentido e a única coisa que Schmidt fez foi confirmar o que já se esperava.

Voltado à questão da parceria da Google com as outras fabricantes? Será que elas continuarão louvando o negócio acordado ou começarão a se mover para evitar possíveis transtornos? A segunda opção é a mais provável. Paradas elas não vão ficar.

 

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/mercado/2011/09/02/google-admite-que-adquiriu-motorola-tambem-por-causa-de-seus-produtos/

Última atualização em Ter, 06 de Setembro de 2011 22:47
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar